Bookmark and Share
Associe-se
Selecione um formulário:
Receba nosso boletim

Tamanho da letra Diminuir Letra Aumentar Letra
Óleo leve da Petrobrás em Sergipe deve ser primeiro “ofertão do golpe”

A informação é de quem sabe tudo e algo mais sobre a exploração de petróleo no Brasil.

Há fortes rumores dentro da Petrobrás de que já está pronta a primeira “entrega” das nossas jazidas de petróleo.

É a imensa jazida nas estimativas atuais, acima de 2 bilhões de barris, dos campos de águas ultraprofundas da Bacia Sergipe-Alagoas, já já confirmaram, em diversas perfurações,óleo de altíssima qualidade: até 40°API, a classificação internacional, contra uma média em trono de 25° API.

Há também muito gás, não apenas para a geração de energia mas indispensável matéria prima para fertilizantes, pois dele se extrai a amônia para a adubos químicos. E enxofre, necessário nas lavouras de cana, algodão e milho.

Justamente onde a Petrobras tem uma fábrica de fertilizantes, a Fafen, em Sergipe.

São três blocos – BM-SEAL- 4, 10 e 11 – dos quais um deles é totalmente da Petrobras e os outros dois em sociedade (25 e 45%) com empresas indianas.

Os técnicos da Petrobras insistiram durante uma década, porque as jazidas são muito profundas: 2,5 km de lâmina d’água e mais 3 km dentro do leito marinho.

Agora, nos corredores da Petrobras, os bem-informados dão como certo que a multinacional francesa Total será a brindada com o “mimo” de bilhões de dólares.

Com tudo pronto, mapeado, delimitado, sondado e com os poços-guia já perfurados.

Investimento quase zero.

É chegar e levar.

Parceiros

AEPET AMBEP APAPE APASPETRO ASTAIPE

 

ASTAPE ASPENE FENASPE PETROS
 

AEPET-BR

Av. Treze de Maio, 23 - sala 537

Centro, Rio de Janeiro / RJ - CEP 20031-920

Telefones: (21) 8487-8501 / (21) 8487-8504